O criador e a criatura

Posto aqui para vocês um excerto para que saibam a origem do carnaval:
"O carnaval é uma festa que se originou na Grécia em meados dos anos 600 a 520 a.C.. Através dessa festa os gregos realizavam seus cultos em agradecimento aos deuses pela fertilidade do solo e pela produção. Posteriormente, os gregos e romanos inseriram bebidas e práticas sexuais na festa, tornando-a intolerável aos olhos da Igreja. Com o passar do tempo, o carnaval passou a ser uma comemoração adotada pela Igreja Católica, o que ocorreu de fato em 590 d.C. Até então, o carnaval era uma festa condenada pela Igreja por suas realizações em canto e dança que aos olhos cristãos eram atos pecaminosos. A partir da adoção do carnaval por parte da Igreja, a festa passou a ser comemorada através de cultos oficiais, o que bania os “atos pecaminosos”. Tal modificação foi fortemente espantosa aos olhos do povo, já que fugia das reais origens da festa, como o festejo pela alegria e pelas conquistas.  Em 1545, durante o Concílio de Trento, o carnaval voltou a ser uma festa popular. Em aproximadamente 1723, o carnaval chegou ao Brasil sob influência europeia. Ocorria através de desfiles de pessoas fantasiadas e mascaradas. Somente no século XIX que os blocos carnavalescos surgiram com carros decorados e pessoas fantasiadas de forma semelhante à de hoje.  A festa foi grandemente adotada pela população brasileira, o que tornou o carnaval uma das maiores comemorações do país. As famosas marchinhas carnavalescas foram acrescentadas, assim a festa cresceu em quantidade de participantes e em qualidade.
Por Gabriela Cabral
Equipe Brasil Escola
Segue dois vídeos sobre o carnaval: o de OVAR, Portugal -  um dos mais famosos do país - e do Rio de Janeiro, Brasil. Por qual razão ? A fim de que percebam as diferenças culturais do carnaval do país, que é nosso criador e o  do Brasil, sua criatura!  Nota-se claramente a influência  de vários grupos étnicos, principalmente a africana e indígena em nosso carnaval. 


video
video

video
Como se observa claramente nos dois vídeos, o Brasil possui um carnaval mais grandioso, com lindas mulheres, muitos carros alegóricos, cheio de movimentos e efeitos visuais, promovendo uma interatividade com o expectador, o carnaval do Rio é uma lição de trabalho de organização e cooperatividade. Claro, gostaríamos de ver essa participação política nos assuntos importantes do país, mas estamos a caminho, se comparamos o Brasil de hoje e o do século XIX, por exemplo, onde nem todos participavam da vida política do país. Se tivéssemos essa força política que as escolas de samba nos ensinam, mudaríamos o país! As pessoas criticam nosso carnaval, pois o corpo da mulher é altamente explorado e desnudado, mas não é só de mulheres nuas que o carnaval do Brasil é feito, há também a questão do ensinamento que recebemos com o tema que a escola tem que mostrar na avenida. Sempre uma  história captada em nossa vivência real, através dela podemos notar nossa riqueza étnica - multicultural ! O carnaval do Brasil na Sapucaí é cultura pura. Os enredos deste ano são: 
União da Ilha: “O mistério da vida”
São Clemente: “O seu, o meu, o nosso Rio, abençoado por Deus e bonito por natureza”
Mangueira: “O filho fiel, sempre Mangueira”
Mocidade: “Parábola dos Divinos Semeadores”
Beija-Flor: “A Simplicidade de um Rei”
Salgueiro: “Salgueiro apresenta: o Rio no cinema”
Imperatriz: “A Imperatriz Adverte: Sambar Faz Bem à Saúde”
Porto da Pedra: “O sonho sempre vem pra quem sonhar…”
Unidos da Tijuca: “Esta Noite Levarei Sua Alma” 

Temas que nos fazem refletir sobre a nossa sociedade, costumes, ciência, história, cultura, religião, população, crenças populares, entre outros. 
O carnaval de Portugal, já é mais simples, com mulheres lindas também, porém mais vestidas, com evoluções que mais relembram as danças de salão européias - a contradança, com carros alegóricos menos requintados. Mas nem por isso, não cumpre o que um carnaval deve cumprir, ou seja, a alegria, a folia, a diversão - essência desta festa. 

0 comentários: